sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Oficina do Teatro de Maquinaria




No dia 16 de Janeiro o Coletivo Onírico recebeu o grupo Teatro de Maquinaria, nessa ocasião representado por Fabrício Moser e Marcio Antunes que vieram ministrar a oficina Introdução ao Estudo Prático da Biomecânica Teatral. A oficina aconteceu no Centro Cultural Vicente Musselli, uma parceria com a Casa de Cultura de Valinhos.

Em um primeiro momento Fabrício vez uma breve explanação teórica sobre a vida e obra de Meyerhold, nos instigando a conhecer mais esse artista russo, inovador, agitador cultural e político, um homem claramente à frente de seu tempo.Iniciamos o trabalho prático com um aquecimento, guiado por Marcio, que de forma cuidadosa e generosa fez apontamentos individuais sobre a postura de cada participante e nos despertou para uma prática de consciência corporal.

Realizamos uma partitura de movimentos denominada “A Pedra”, que integra o grupo de exercícios de treinamento, ou de pré-para-ação, como bem observou Fabrício, da biomecânica de Meyerhold.

De uma complexidade instigante a partitura trabalha diversas qualidades de movimento como, por exemplo, oposição, pontuação, desequilíbrio, a expansão e a retração.

Pela partitura constituir-se também de ações: lançar a pedra, olhar, pegar, comemorar, percebemos que aos poucos um trabalho de intenções também pode ser desenvolvido, o que torna o trabalho corporal, em si um trabalho artesanal e minucioso ainda mais interessante.

Foi muito prazeroso recebê-los e conhecer um pouco do trabalho do Teatro de Maquinaria. Encontramos alguns pontos em comum nas nossas maneiras de trabalhar, como a intervenção urbana como forma de pesquisa, por exemplo. E fomos despertados a refletir nosso papel enquanto grupo interiorano, fora do eixo, mas dentro da roda, não só da roda comercial, mas da roda em seu sentido mais poético, aquela que engloba e acolhe fazendo com que nos sintamos parte.

Nos dias que se seguiram ficaram as dores físicas, lembranças dessa vivência rica e um desejo de continuar pesquisando meyerhold, que vagarosamente vem se tornando parte de nosso treinamento, e também com o Teatro de Maquinaria, que já vemos como um parceiro!

Quem quiser saber um pouco mais sobre

o grupo o site deles é www.teatrodemaquinaria.com

Têm uns vídeos bem bacanas!


E que Meyer Hold Us !!!!

Um comentário:

  1. Vida longa aos encontros entre o Coletivo Onírico e o Teatro de Maquinaria!

    ResponderExcluir